Programa de Apoio e Tutoria Online (PATO)

O Programa de Apoio e Tutoria Online é um projecto que visa a criação de um serviço de apoio pedagógico online para alunos do ensino secundário.  O projecto inclui sessões síncronas de apoio pedagógico, sustentadas por software de web conferência e actividades assíncronas através de ferramentas incluídas em portal criado para o efeito.
Esta apresentação foi utilizada na inauguração do Centro Tecnológico em Educação e resume os principais aspectos do projecto.
Espero apresentar algumas novidades em breve.

Anúncios

Sismógrafo

O Seismac é uma pequena aplicação free que recorrendo ao sensor de movimento transforma o Mac num verdadeiro sismógrafo. Por isso, tem este pequeno “senão”: só funciona num Mac (MacBook ou MacBook Pro). Para os professores de Biologia e Geologia poderá ser uma ferramenta muito útil na leccionação dos conteúdos de sismologia. Já a testei em aula e funcionou muito bem. Um pequeno salto da turma toda foi suficiente para gerar um microsismo (ou nano? :D) detectado pelo “sismógrafo” e registado num sismograma para análise posterior.

Mais mundos virtuais!

Na sequência de post anterior e agora com interesse acrescido devido ao tema da dissertação de mestrado, trago aqui outro mundo virtual. Desta vez uma ferramenta open source que, pelo menos neste primeiro contacto, me parece poder ter um potencial educativo bastante interessante.

Ferramentas II

Retomo com este post a divulgação de ferramentas que vou conhecendo e utilizando. Mais uma vez continuo na Adobe, mas desta com uma ferramenta “free”. Quem como eu tem necessidade de tratar algumas imagens para a produção de conteúdos ou materiais para as aulas e para a escola (ou para outros fins), ou quem gosta de fotografia, conhece, com certeza, o popular software de edição de imagem Photoshop. A Adobe lançou recentemente uma versão “light” online deste software, que se designa Photoshop Express. Com esta versão é possível ter algumas funcionalidades do Photoshop em qualquer máquina, totalmente livre de encargos, bastando ter, para isso, uma ligação à Internet.

Top

Há tempos descobri aqui uma classificação das 100 melhores ferramentas, elaborada a partir das 10 ferramentas preferidas de 109 profissionais de educação, em Inglaterra. Em primeiro lugar aparece o browser Mozilla Firefox (Internet Explorer em 31º) e em segundo lugar, com alguma surpresa minha, a ferramenta de “Social Bookmarking” del.icio.us. O último lugar do pódio ficou para o Skype.

Depois de ler o artigo decidi fazer um exercício semelhante, procurando identificar as ferramentas que mais utilizo. Assim que começaram a surgir os nomes na minha cabeça, comecei a sentir a necessidade de fazer a distinção entre as ferramentas online e offline. Na “categoria” online, sem ordenação por preferências, nem frequência de utilização, são: Google search; Google mail; Netvibes; Firefox; WordPress; Moodle; Slideshare; pbwiki; del.icio.us; youtube; wikipedia; mindmeister (mais recentemente optei pelo bubbl.us); blogger; Google docs.

Eh lá! Parece que já passei em muito as dez a que me tinha proposto (e talvez ainda tenham ficado algumas de fora)… Para breve ficará uma referência a algumas destas ferramentas (e a outras não indicadas), principalmente às que se relacionam mais com o espírito Web 2.0, e à forma como as tenho incluído na minha prática lectiva.

Indico, de seguida, algumas das que mais utilizo na “categoria” offline, não querendo deixar de assinalar que algumas destas têm vindo a ser progressivamente substituídas por ferramentas equivalentes, mas disponíveis online (ou como software livre). Aqui estão elas: Microsoft Word; Microsoft PowerPoint, Microsoft Excel; CorelDraw; Adobe Photoshop; Adobe Acrobat; Macromedia Flash; FastStone Capture; portable apps; Nero BurningRom; Windows media player.

Para já fico-me por aqui. Prometo, em breve, voltar a este assunto.